Barão de Lucena 48, sala 20, Botafogo

(21) 3577-0077 | 98485-5537

Terapia Ocupacional

TERAPEUTA OCUPACIONAL DO CIGGA:

O que é?

terapia ocupacionalA terapia ocupacional é uma profissão da área da saúde que trabalha com a promoção, prevenção e reabilitação física ou mental de pessoas que possuem alterações na funcionalidade por comprometimentos sensorio-motores, cognitivos, nas habilidades psicossociais e/ou componentes psicológicos.
O terapeuta ocupacional utiliza atividade humana como recurso terapêutico para promover e tratar disfunções do desempenho ocupacional, isto é, na capacidade do indivíduo em realizar tarefas da vida diária, atividades relacionadas ao trabalho e ao lazer, com o objetivo de promover maior autonomia e independência.
A atividade prescrita pelo terapeuta ocupacional não é para OCUPAR o paciente/cliente, ela é empregada para ESTIMULAR/TRATAR disfunções apresentadas por ele. O termo “ocupacional” refere-se a trabalho/atividade significativa que é desempenhada.

 

A realização de atividades indicadas com propósito por terapeutas ocupacionais podem favorecer o melhor desempenho motor, melhorar a mobilidade funcional, a interação familiar, além de poder fazer com que idosos, no caso do atendimento geriátrico, tenham menor declínio cognitivo, ou seja, mantenham por maior tempo suas habilidades como percepção, atenção, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento e linguagem. Além de tudo isso, também melhoram a autoimagem, a criatividade, autoconceito, autoestima, expressão das emoções, socialização e podem minimizar outros eventuais impactos decorrentes do envelhecimento, como a demência. Há vários estudos que comprovam os benefícios de atividades prescritas por terapeutas ocupacionais na saúde do idoso.

Quando procurar um terapeuta ocupacional?

Quando a pessoa apresentar alguma dificuldade para realizar suas atividades cotidianas, como por exemplo, na alimentação, vestuário, higiene, mobilidade funcional e atividades sexuais, e/ou em alguma atividade produtiva (trabalho) e/ou atividades de lazer, ela precisa ser atendida por um terapeuta ocupacional.

Exemplos de pessoas que se beneficiam com o atendimento terapêutico ocupacional:

  • Pessoas em processo de envelhecimento;
  • Pessoas com amputações e/ou que usam próteses;
  • Pessoas com artrite, reumatismo, osteoporose;
  • Pessoas com deficiência visual, intelectual, múltipla;
  • Pessoas com dificuldade na mobilidade funcional e no ambiente doméstico (acessibilidade no uso de ambientes e produtos);
  • Pessoas com disfunções neurológicas ( acidente vascular cerebral, lesão medular, Doença de Alzheimer, Doença de Parkinson, esclerose múltipla, etc.);
  • Pessoas com lesões nas mãos e membros superiores;
  • Pessoas com paresias (disfunção ou interrupção dos movimentos de um ou mais membros) e parestesias (disfunção sensorial) etc.

Objetivos e Benefícios

  • Promover e manter a saúde;
  • Prevenir a diminuição do desempenho ocupacional;
  • Preservar e/ou restaurar a capacidade funcional;
  • Restaurar a competência na mobilidade funcional em casa e na comunidade;
  • Desenvolver habilidades adaptativas visando auxiliar o indivíduo a atingir o grau máximo possível de autonomia e independência no ambiente social, doméstico, de trabalho e de lazer;
  • Promover o engajamento social ativo;
  • Favorecer o relacionamento familiar.

Como funciona?

Etapas do processo:

terapia-01

Tempo de tratamento:

O tempo de tratamento varia de acordo o caso apresentado pelo paciente e a frequência dos atendimentos.